Correndo o risco de ser suspeita, Florianópolis é uma das capitais mais belas do Brasil, falou a catarinense orgulhosa hehe. Mas realmente é evidente a beleza da Ilha da Magia, praias para todos os gostos, paisagens deslumbrantes, uma cultura viva e ainda conservada, festas para ninguém colocar defeito, barzinhos charmosos e além de um povo “côza másh querida” fazem de Floripa um dos nossos destinos preferidos.

Eu e o Marcel já pensamos muito em morar em Floripa, um plano que ainda vamos colocar em prática. Afinal, espero chegar o dia em que a minha única dúvida será escolher entre as praias do Sul, Leste ou Norte 😉

Entendendo Melhor a Ilha

Na nossa opinião o grande protagonista da Ilha da Magia é o mar,  com suas diferentes praias que fazem de Floripa um destino para todos, praias com ondas, sem ondas, baladas, calminhas, para esportes aquáticos ou família… um destino eclético. Algumas fontes informam que Floripa teria 42 praias, outros falam de mais, o que sabemos que é fácil se apaixonar por várias.

A primeira coisa que tem que ter em mente ao fazer um roteiro é a divisão entre as praias do sul, do norte e do leste, e por que isto é tão importante? Porque Floripa tem um problema gritante com trânsito, e você não vai querer passar o dia em congestionamentos, certo? Então se organizar para conhecer as praias por região é uma das dicas de ouro. 😉

Eu diria que somente em último caso eu sairia do Sul no meio do dia para ir até o Norte em um dia típico de praia, faça isto somente se não ter tempo para destinar um dia inteiro ou mais para cada região.

As principais Praias de Florianópolis

As Praias do Sul me parecem mais intocadas que as do Norte, mais preservadas e pelas minhas percepções menos movimentadas, alguns até falam em aspecto mais rústico, conservando a cultura de vila de pescadores, não todas, mas grande parte. E por isto, que não podemos dizer  que existe uma região melhor do que a outra em Florianópolis, pois tudo depende do que você procura no dia.

As principais praias do Sul são as praias do Campeche, Morro das Pedras, Armação, Matadeiro, Lagoinha do Leste (famosa por sua trilha que  ainda não fizemos mas que está na lista 😉), Naufragados, Pântano Sul e a charmoso Ribeirão da Ilha que tem uma proposta semelhante a Santo Antônio de Lisboa.  No Sul também temos a Lagoa do Peri e a Ilha do Campeche que é lindíssima e merece um post só para ela.

Neste feriado devido ao mau tempo acabamos não indo em nenhuma praia do Sul, como estávamos hospedados no Norte ficamos mais por lá e pelo Leste.

E no Leste fica a jóia da Ilha da Magia, a Lagoa da Conceição, um dos destinos mais turístico e querido por todos, a rua que margeia parte da Lagoa, a Rendeiras é repleta de barzinhos e restaurante do mais simples a alta gastronomia, a energia é ótima e tem estabelecimento para todos os gostos.

Na mesma região temos uma das minhas praias preferidas que é a Barra da Lagoa ou Barra como é conhecida pela galera que a frequenta. É a praia sede do Projeto Tamar em Floripa e isto já seria  o suficiente para você inclui-la no roteiro, mas ela também conta com um mar com ondas espaçadas (ótima para quem quer aprender a surfar), vários barzinhos na orla, um canal que liga o mar até a lagoa, um charmoso e pequeno farol, uma ponte que dá uma vista bem bacana do mar e da lagoa se encontrando, além de ter aquele jeitinho de praia de pescador, povo simpático e peixe fresquinho são fáceis de encontrar.

Outra praia linda do Leste é a Praia Mole, com seu mar azul e suas ondas perfeitas para o surf que fazem da praia um reduto dos amantes deste esporte, muita gente bonita, sarada, jovem, uma praia mais badalada com música e até luau em alta temporada.

Tem um ponto legal para tirar fotos ou apenas contemplar o mar que são as pedras no extremo, que inicia a trilha para a Praia da Galheta, uma praia frequentada pelos adeptos do nudismo, só é possível chegar através da trilha e o nudismo não é obrigatório.

Junto com a Mole a Joaquina, ou Joaca é outro santuário dos surfistas, espere grandes ondas e com sorte ou planejamento ;P pode até ver campeonatos e circuitos de surf na praia que são comuns de ocorrerem.

Outra praia mais voltada para o surfista, mas diferente das outras pois quase não possui estrutura é a praia de Moçambique que fica no meio de uma reserva ambiental.

E em relação as Praias do Norte, nós alugamos um apartamento na Cachoeira do Bom Jesus, uma praia calma, mar mais tranquilo e águas quentes, mais família eu diria, com uma extensa faixa de areia que se mistura com Canavieiras umas das praias mais famosas com as mesmas características do mar de Cachoeira, mas que na minha opinião não é uma praia para passar o dia já que a faixa de areia é bem estreita e a maré acaba subindo, mesmo assim ela é super movimentada, junto com Ingleses formam as duas praias preferidas dos Argentinos e Uruguaios.

Canasvieiras
Cachoeira do Bom Jesus

As praias mais tranquilas do Norte são a Daniela, Lagoinha e Cacupé. Acredito que estas são praias perfeitas para crianças devido à ausência de ondas e o mar cristalino.

E no Norte fica outro xodó nosso que é Jurerê Internacional, na minha opinião tem o melhor mar para banho da ilha. O glamour está presente nas areias e nas mansões que deixam qualquer um impressionado, praia badalada, gente bonita, várias ambulantes, as areias lotam na alta temporada.

Um dos principais redutos de surfistas no Norte é a Praia Brava, eu amo a estrada que chega nesta praia pois tem uma vista de cima de toda a praia, lindo!

Outra praia conhecida pela prática do surf é a isolada praia do Santinho mais conhecida pelo resort Costão do Santinho e por possuir parte do acevo arqueológico da Ilha.

Para finalizar aquela que possui o mais belo por do sol da Ilha, Santo Antônio de Lisboa, com seu mar sem nenhuma onda, seus barquinhos coloridos, restaurantes deliciosos e ruelas que esbanjam a rica cultura açoriana.

Outras Atrações de Floripa

Mas não é só de praia que vive esta Ilha tão eclética em suas atrações, por isto que é um destino para o ano todo. São vários restaurantes maravilhoso, barzinhos, shoppings, parques, museus, festas, enfim… tudo que uma capital possui só que com as mais belas paisagens.

Beira Mar Norte

Sempre repleta de gente caminhando, correndo, fazendo exercícios, andando de skate, patins, patinete, é a avenida mais viva e icônica de Florianópolis. Entrando na ilha e indo em direção Norte você se deparada com o mar e o calçadão de um lado e do outro prédios e hotéis luxuosos, barzinhos tradicionais como o Guacamole, Koxixos, Boteco da Ilha e o Shopping Beiramar que em dia de chuva fica abarrotado de gente.

Figueira Centenária

No Centro de Florianópolis se encontra a Praça XV de novembro, onde fica a famosa e centenária Figueira, seus galhos hoje são sustentados por hastes de metais, mas isto não interfere na beleza dela.  Há uma simpatia que diz que quem rodear ela várias vezes atrairá riqueza, sorte e casamento. Então, fica a dica 😉 hehe

Em frente a praça, fica a Catedral Metropolitana de Florianópolis, dedicada a Nossa Senhora do Desterro. Desterro foi o antigo nome de Florianópolis, quando era apenas uma vila.

Mercado Público

Próximo a Praça XV, fica também o Mercado Público considerado patrimônio artístico, histórico e arquitetônico de Florianópolis. Adoramos visitar Mercados Públicos, sempre remetem a história do lugar e é possível ter uma interação mais verdadeira com a cultura do local, o de Florianópolis como é um ponto turístico muito frequentado vem perdendo aos poucos isto, mas ainda sim é um local que eu recomendo.

Na frente dele é comum ter feiras de hortaliças e hortifrúti, além daquele pastel com caldo de cana típico de feira. Dentro, o Mercado de Peixe brilha os olhos dos apaixonados por frutos do mar e peixes.

Nesta parte do Mercado também fica o conhecido BOX 43 conhecido por ter o melhor pastel de camarão da ilha, nos fomos e aprovamos, mas o preço bem salgado (R$ 23,00 o pastel).

Além do Mercado do Peixe, tem um pavilhão com vários restaurantes e barzinho típicos, parece tudo muito bom e típico, o único que destoa do ambiente é o BOB’s. No outro pavilhão tem várias lojinhas, algumas de artesanato outras genéricas, neste mesmo existe um Centro de Apoio ao Turista onde é possível adquirir o mapa de Florianópolis e dicas de atrações.

No sábado é normal ter atrações culturais e o Mercado está ainda mais movimentado, quando fomos tinha algumas rodas de capoeiras, bem legal.

Um restaurante estilo petiscaria que gostamos na Ilha é o Boka’s conhecido por suas fartas porções 😉

 

Pessoal este foi um post macro de Floripa prometo alguns posts mais detalhados deste lugar mágico, veja o nosso vídeo e comprove as belezas deste destino 😉

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here